Aquecimento das vendas prioriza investimentos em condomínios

28/02/2018

 

Empresas do setor projetam crescimento de 12% á 20% nas vendas para o primeiro semestre de 2018
 

Empresas construtoras, incorporadoras e o Sindicato da Habitação e dos Condomínios do Paraná – Secovi-PR, projetam para o primeiro semestre de 2018 elevação nas vendas de unidades condominiais na ordem de 12% á 20%.
 

Os indicativos estão calcados no aquecimento do mercado imobiliário da região oeste e sudoeste do Paraná, na recuperação da economia brasileira e no comportamento do setor agropecuário e cambial dos países da região trinacional. “Os investimentos no setor condominial são os reflexos comportamentais das famílias radicadas na região e com vinculo empregatício na região de fronteira. Elas buscam segurança familiar, conforto, melhor qualidade de vida e retorno para os investimentos de capital”, avalia o imobiliarista Jilson José Pereira, vice-presidente do Secovi-PR e proprietário da JMR Imóveis.
 

Com experiência na comercialização de condomínios verticais e horizontais, Jilson José Pereira lembra que o grau de recuperação do setor imobiliário terá um reflexo acentuado devido ao longo período de queda nas vendas nos anos de 2015/2016 em função da economia brasileira. “Importante lembrar que este reflexo negativo na comercialização de imóveis não é sentido na região oeste do Paraná pelo crescimento do setor agropecuário, industrial e do desenvolvimento comercial e agrícola na região de Alto Paraná no Paraguai. Podemos levar em conta também a expansão do setor educacional superior do Paraguai que atraiu para Foz do Iguaçu e a região trinacional milhares de famílias e estudantes”, disse.
 

Paulo Augusto Geron, consultor e gerente comercial da Construtora JN nos escritórios de Foz do Iguaçu e Cascavel, é mais otimista e reconhece que o crescimento das vendas de unidades condominiais possa chegar ao patamar de 20 por cento no primeiro semestre de 2018. “Não estamos projetando nem um novo lançamento condominial para este período, mas estamos investimento em novo formato de negociação para os projetos em andamento e ou já concluídos”, disse o empresário. Para ele a economia regional vai registrar aquecimento por questões de comportamento do mercado brasileiro e pela expansão que o Paraguai registra nos setores do agronegócio e industrial.
 

Segundo estimativas do setor de condomínios do Secovi-PR, Regional Cataratas, existe hoje na região de Foz do Iguaçu mais de 320 unidades condominiais verticais e horizontais. A projeção do sindicado patronal é de que haja um crescimento ao redor de 7% do marcado imobiliário como um todo. “A busca pela mudança de moradia, do bairro, da casa, para os condomínios é compreensível e demonstra uma nova tendência das famílias brasileiras. No entanto devemos analisar que no condomínio vão aparecer despesas que não haviam como conservação das unidades, folha de pagamento dos colaboradores, manutenção de áreas comuns, entre outros itens que vão estar embutido nas cotas condominiais. Por outro lado as famílias estarão favorecidas com o aumento da segurança, conforto, comodidade, convivência e valorização”, concordam os dirigentes sindicais e empresários do setor.
 

Para Foz do Iguaçu, segundo dados do setor de Planejamento da Prefeitura Municipal, existem indicativos de que 11 novos empreendimentos condominiais estarão aptos para serem lançados, oferecidos à venda, ainda no primeiro semestre de 2018. Em alguns empreendimentos existem investimentos privados e outros são totalmente financiados pelos programas governamentais ligados ao Programa Minha Casa Minha Vida.
 

Fonte: Secovi-PR/ Regional Foz do Iguaçu

Compartilhe no Facebook
Compartilhe noTwitter
Please reload

Posts Em Destaque

CONFLITOS NAS ASSEMBLEIAS DO CONDOMÍNIO

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Rua Visconde do Rio Branco, 1681
Centro - CEP 83.005-420
São José dos Pinhais - PR

Horário de atendimento
Segunda à sexta
Das 8:00 às 18:00

contato@corteze.adm.br
(41) 3096-0808